Voltar para HOME


CCS: Ferramenta indispensável para a qualidade do leite

A Contagem de Células Somáticas refere-se basicamente a dois grandes grupos: leucócitos ou glóbulos brancos e células epiteliais. Os glóbulos brancos, que apresentam mais de 70% das células somáticas, surgem como uma resposta a uma infecção, sendo mobilizados para combater os microorganismos causadores do problema; normalmente estão presentes em proporção mínima no leite. Em altas contagens, indicam infecção da glândula mamária. Já o segundo grupo, de menor importância, é proveniente da descamação natural do tecido secretor do úbere. Por isso, quando se fala em células somáticas, está se fazendo referência aos glóbulos brancos, os quais indicam que há mastite no rebanho.

A CCS (Contagem de Células Somáticas), está correlacionada diretamente com a qualidade do leite entregue na indústria, trazendo sérios comprometimentos na qualidade e durabilidade dos derivados lácteos, uma vez que a infecção na glândula mamária está sempre acompanhada por aumento da CCS, com diminuição da quantidade de leite produzido e alterações na composição do leite secretado.

O produtor pode identificar os animais com mastite crônica,(mês após mês com altas CCS); identificar as mastites sub-clínicas logo que surgem e antes que atinjam o estágio clínico ( mais problemático), evitar que o leite com alta CCS seja misturado ao leite das demais vacas.

Com a CCS, a indústria de laticínios pode se beneficiar quanto a: nutrientes do leite; qualidade final dos produtos; o sabor fica alterado (leite com alta CCS tem mais sal e sabor de ranço); tempo de prateleira fica menor, (há mais enzimas no leite, prejudicando os ácidos graxos). Daria para resumir dizendo que é importante monitorar a CCS, pois ela possibilita uma substancial redução nos custos da empresa por meio de programas de prevenção à mastite nos rebanhos.

Indicadores de Qualidade Parâmetro
Desejável
Média do rebanho ou CCS do tanque   CCS menor que 200 (x 1000 células/ml)
Mais de 70% dos animais de primeiro parto   CCS menor que 200 (x 1000 células/ml)
Mais de 85% do rebanho   CCS menor que 200 (x 1000 células/ml)
Mais de 95% do rebanho   CCS menor que 500 (x 1000 células/ml)
Casos de mastite clínica   Menos de 2% ao mês
Leite descartado devido à mastite clínica   Menos de USS 10/vaca/ano
Leite descartado devido à mastite clínica   Menos de 0,5% da produção.

Daniela de Paula - Encarregadora da qualidade do Frutalat

 

Voltar ao TOPOVoltar página

Coloque abaixo seu
e-mail e recebas as novidades em primeira mão.