Voltar para HOME


Cofrul revoluciona a qualidade do rebanho leiteiro da região

"Através da importação de rebanhos de outras regiões já reconhecidas como bacias produtoras de leite do Triângulo Mineiro, a Cofrul entra para uma nova fase, caracterizada pelo aumento de produção e melhoria na qualidade de vida do cooperado"

O papel social da Cofrul em relação ao seu associado é melhorar sua qualidade de vida, por meio da boa comercialização de seus produtos. Pensando nisso, há muito tempo a Cooperativa tenta obter recursos com baixo custo para viabilizar a atividade leiteira dos cooperados, tendo em vista que o leite é um produto de baixa remuneração, porém é a âncora da economia rural da região, inclusive age como maior fixador do homem rural ao campo.

Num convênio entre a Cofrul e a agência local do Banco do Brasil, a Cooperativa conseguiu trazer para Frutal, especialmente para os seus pequenos fornecedores, uma quantia de aproximadamente R$2milhões de recursos do Pronaf,(Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), com juros de 4% ao ano, sendo oito anos para pagamento, com três de carência, cuja aplicação deverá ser feita o mais breve possível.

Segundo João Del Rei, presidente da Cofrul, foi criado um departamento para a elaboração de projetos agropecuários voltados para atividades leiteiras, com o objetivo de atender um maior número de pessoas, num menor espaço de tempo. Com isso a Cofrul será duplamente beneficiada. "O leite sendo de origem do próprio fornecedor, aumenta a produtividade da fábrica do Frutalat, deixando-a mais estável para atender seu mercado e, automaticamente, melhora o padrão de vida do produtor, através da venda de seu produto", explica.

Para o cooperado Vanone Luiz Andrade, proprietário da fazenda São Mateus, no município de Itapagipe, o recurso de R$9 mil chegou na hora certa. "Deste dinheiro, aplicarei R$6 mil na construção de um barracão para beneficiar meu trabalho e o restante comprei em vacas. Esta iniciativa foi muito importante para os pequenos produtores, já que nunca esperávamos no Brasil um recurso com tão boas condições de pagamento", afirma. Já para família do cooperado Dércio Leonel, os recursos do Pronaf marcarão uma nova fase em suas vidas, tendo em vista que entraram por duas portas.O cooperado e seu filho Elcio Garcia foram beneficiados com os recursos, e o dinheiro integralmente aplicado em vacas de leite. "Estamos amplamente satisfeitos com o programa. Adquirimos animais de boa qualidade, cuja média de leite deve ser de no mínimo 15 litros. Isso significa um aumento significativo em toda cadeia produtiva, tanto do leite, como de todo o rebanho, e conseqüentemente em uma melhoria da nossa qualidade de vida", destaca Elcio.

2ª etapa

Dado ao curto prazo de aplicação dos recursos do Pronaf e dado às limitações técnicas da Cofrul para trazer esse rebanho; a Cooperativa e Banco do Brasil firmaram um convênio com a Cruzeta Leilões para que assumissem a responsabilizassem pelo gado, organizando feiras de animais e também no que se refere ao repasse aos produtores; nas mesmas condições firmadas anteriormente, haja vista que apenas 20% da demanda foi atendida na primeira fase. Conforme destaca João, a primeira etapa serviu para o cooperado conhecer o padrão de gado pode ser comprado com o dinheiro orçado em cada um de seus projetos.

A compra do gado

A maior parte do gado foi adquirida nas regiões de Uberlândia e Tupaciguara. De acordo com Del Rei, foram analisadas aproximadamente mil cabeças, das quais escolheram duzentas. A vantagem de efetuar a compra fora do município de Frutal deu-se pela excelente qualidade de plantéis que se misturarão aos já existentes na região, inclusive com vários animais premiados em torneios na região de Uberlândia. Outro fator ressaltado pelo presidente é que o programa prevê a REVITALIZAÇÃO da pecuária leiteira e, se o gado fosse comprado dos próprios produtores de Frutal, não haveria REVITALIZAÇÃO; apenas troca de currais.

Voltar ao TOPOVoltar página

Coloque abaixo seu
e-mail e recebas as novidades em primeira mão.