Voltar para HOME


Veja como é simples ser premiado por qualidade

Por que analisar o leite?

O leite é um produto vivo, e, se não tivermos certos cuidados, ele azeda. O leite não fica bom no laticínio; ele tem que vir bom da fazenda, pois, no laticínio, o máximo que se consegue é manter a qualidade com que veio da fazenda. A Cofrul, preocupada com a qualidade do leite recebido pelos cooperados e necessitando melhorar esta qualidade porque, conseqüentemente, reflete nas vendas, criou a Bonificação por Qualidade, para assim estimular o produtor a cuidar mais do leite entregue na plataforma. Após várias pesquisas e a constante necessidade de melhoria, resolveu premiar alguns itens desta qualidade.

1) REDUTASE:

Esta análise serve para saber o Estado Higiênico do leite. Quanto menos hora, pior é a qualidade do leite. Como melhorar:

· O ordenhador deverá lavar as mãos toda vez que iniciar a ordenha de uma vaca,

· Descartar os três primeiros jatos de cada animal porque contém muitas bactérias,

· Lavar o teto da vaca,

· Enxugar com papel toalha ou toalha de pano, desde que esteja limpa e desinfetada. (desinfecção: 1 colher de cloro (água sanitária), para cada 10 litros de água ,

· Lavar bem os baldes, as ordenhas, os latões e desinfetar com cloro na mesma proporção indicada anteriormente.

2) GORDURA:

É a energia da vaca. A gordura tem um padrão no laticínio, não pode ser inferior a 3,3%. Como melhorar:

· A alimentação tem muito a ver com o teor de gordura. Uma alimentação tem que ser rica em proteína e até gordura. Por isso, é necessário ração balanceada,

· Cuidado ao tirar o leite. A gordura fica no final da ordenha, se deixar leite no teto para o bezerro, certamente ele ficará com a maior parte desta gordura,

· Outra prática comum é tirar o leite do latão sem agitar, para levar para casa. A gordura é mais leve que o leite e fica na superfície do latão. Assim, acaba sendo levada embora.

3) CRIOSCOPIA:

É a água no leite. Somente um animal doente ou mal alimentado pode apresentar mais água no leite. A prática mais comum é colocar água no leite; e isso é velho. Hoje os laboratórios têm condições de descobrir em poucos segundos. DICA:

· Manter os animais bem alimentados melhora bastante a crioscopia,

· Cuidado com restos de água nas ordenhas, nos latões e nos baldes.

4) LACTOFILTRAÇÃO:

É uma análise muito simples. É só filtrar o leite. A sujeira no leite traz contaminação e conseqüentemente estraga o produto. Além de não deixar cair sujeira no balde, é preciso filtrar sempre. Como vêem, seguindo estas regras vocês serão premiados e a Cofrul trabalhará com um produto cada vez melhor. Experimente, faça sua parte nesta campanha!

Devanir Donizeti Daniel - Eng. Químico, especialista em laticínios.

 

Voltar ao TOPOVoltar página

Coloque abaixo seu
e-mail e recebas as novidades em primeira mão.