Voltar para HOME


Cooperado, cuidado: o carrapato pode roubar o seu lucro

"O carrapato pode acarretar imensos prejuízos".

 

Esta afirmação é do médico veterinário da Cofrul, Luís Henrique Teixeira, ao informar o quanto este parasita é comum em nossa região. Segundo ele, este parasita se desenvolve na pastagem e por esse meio entra em contato com o corpo do animal, onde termina seu ciclo, num prazo de 21 a 23 dias, causando muitos danos ao animal e conseqüentemente ao seu proprietário.

A Tristezinha, (Tristeza Parasitária), falta de apetite em virtude da irritação, perda da qualidade do couro e favorecimento à bicheiras; são os principais sintomas.

"O carrapato afeta o sistema imunológico do animal, que perde sua resistência, podendo vir até a morrer", esclarece Luís Henrique, ao acrescentar que os bezerros são os mais suscetíveis.

O reconhecimento se dá exatamente pela constatação da presença do parasita, que incomoda o animal, atrapalha sua alimentação, diminui a produção de leite ou carne, (peso), além de causar anemia, pela perda de sangue.

Estratégia de controle

Luís Henrique aconselha que o cooperado elabore um programa de controle contra o carrapato. "De nada adianta dar um combate e só depois de meses aplicar o produto novamente, dependendo da infestação".

Como realizar um combate

O ideal é fazer o combate de acordo com o ciclo do carrapato, que dura de 21 a 23 dias e aplicar o produto contra o pêlo, para haver uma melhor penetração, principalmente nas regiões mais propensas, que são as barbelas, atrás do úbere e nas orelhas.

O veterinário recomenda um combate neste intervalo, durante três a quatro vezes, até quebrar o ciclo do parasita. Depois, com a proliferação mais baixa, o produtor pode espaçar mais a aplicação do produto. Outra opção apresentada por Luís Henrique é a seguinte: Num primeiro combate, o produtor deve atingir todo o rebanho.

Após 15 dias, deve selecionar os animais mais suscetíveis. Na próxima aplicação, deve aplicar em todo o rebanho.

Este combate, de acordo com o veterinário, pode ser feito por meio de organosfosforados, piretróides e ivermectinas, encontrados em qualquer loja veterinária, inclusive na Loja Veterinária da Cofrul.

Medida correta

Para uma bomba de 20 litros, dilua a quantidade indicada do produto em 5 litros de água e em seguida complete o frasco com água. Esta porção é suficiente para 4 ou 5 animais.

Conforme alerta Henrique, a maioria das pessoas utiliza a mesma quantidade para um número muito maior de animais. Resultado: O carrapato cria resistência, o produto torna-se ineficiente, e perde totalmente o efeito.

 

Voltar ao TOPOVoltar página

Coloque abaixo seu
e-mail e recebas as novidades em primeira mão.